quinta-feira, 16 de abril de 2009

Convencer falando pouco

Quem leu a matéria abaixo, vai entender do que estou falando.

Dá para convencer um financiador com no máximo 140 caracteres? Adorei o desafio e vou acompanhar o caso para ver quem, aliás, o texto (con)vencedor. Acho que esta história sozinha dá uma aula de captação de recursos.

Este é o sonho de todo financiador. E tem gente que acha que tem que encher linguiça em formulários, apresentações e cartas de captação...



2 comentários:

José Queiroz disse...

Dá. Se a causa e a demonstração de eficácia do projeto e de que maneira a causa ou projeto se conecta/faz sentido para a empresa e segundo demonstrar com a mesma competência como, onde, quando sua empresa ou ele leva vantagem.
Obvio que depois de muito bem estudado o perfil do gestor e da empresa.
Vou pegar uma causa verdadeira na qual acredito, vou rever algumas empresas e fundações, atualizar e então escrever um projeto e tentar resumir sua apresentação que contemple estas necessidades acima.
Muito boa iniciativa esta.
Abraços
José Queiroz

Cláudia Amaral disse...

Eu tb tenho certeza de que é possível, José!

E o que achei bacana nesta história é que não se trata de uma empresa, mas de um indivíduo que quer doar. Creio que isso, pelo menos em princípio, torna a doação mais "desinteressada". Vamos acompanhar...

Se vc quer concorrer aos US$ 100 mil, acho que tem que correr. Já viu quantas solicitações já foram postadas?

Abraço para vc também!



Acesse esta Agenda

Clicando no botão ao lado você pode se inscrever nesta Agenda e receber as novidades em seu email:
BlogBlogs.Com.Br